Perguntas e Respostas Frequentes

1 - O que necessito para instalar um Rack Ventilado em meu laboratório ou biotério?


Os Racks Ventilados são um dos equipamentos mais modernos e mais vendidos do mundo. Eles são muito robustos, funcionando bem em diferentes condições ambientais (alta durabilidade). Mas, para isso, ele necessita de dois principais fatores: uma tomada bivolt (110 ou 220V) e uma saída de exaustão de 3 polegadas para racks de uma única face e uma saída de 4 polegadas para racks dupla-face. Além disso, temos que indicar também dois principais fatores para o bem-estar animal: utilização de timer para o ciclo claro-escuro 12/12 e aclimatização ambiental (21°C ± 2).




2 - Se eu trabalho com animais convencionais, qual a importância ou necessidade de alojá-los em Racks Ventilados?


Mesmo sendo animais que possuem uma microbiota desconhecida, sem grandes exigências quanto às barreiras sanitárias, quando alojados em EPC (Equipamento de Proteção Coletiva) observa-se um aumento na relação de bem-estar e uma diminuição de patologias clássicas de biotério. Dessa forma, os pesquisadores obtêm animais mais aptos à experimentação, com menos viés, gerando assim uma melhor reprodutibilidade de seus resultados científicos.




3 - Por que os EPC (Equipamento de Proteção Coletiva) aumentam a relação de bem-estar animal?


Porque eles geram uma maior proteção aos animais, impedindo assim a contaminação cruzada (spread) e a dispersão de alergênicos. Proporcionam também um maior bloqueio de ruídos e odores macro e microambientais, impedindo e/ou diminuindo a relação de stress. Outro importante fator a ser considerado é o sistema eficiente de trocas de ar (insuflação e exaustão) dos mini isoladores, retirando eficientemente os principais gases tóxicos sistêmicos (amônia e CO2), além da umidade excessiva responsável pelo crescimento de bactérias urease positiva (que transformam uréia em amônia).




4 - Qual a diferença dos sistemas de troca de ar nos EPC? Qual é o mais eficiente?


O sistema de ventilação intra-caixa (IVC) presente nos Racks Ventilados é o mais eficiente, pois o ar é insuflado no interior dos mini isoladores, arrastando eficientemente os principais gases tóxicos (amônia e CO2) e umidade (fator limitante para o crescimento de bactérias urease positiva) para fora deste microambiente. Já o sistema de insuflação de ar presente nas Estantes Ventiladas, conhecida como ventilação geral diluidora semi-direcional (VGD-SD), não é tão eficiente como o IVC. Isso porque ele arrasta os gases e umidade presentes apenas na parte superior das caixas após sua suspensão, em razão da movimentação e turbilhonamento dos animais em seu interior. Todos esses fatores implicam no intervalo de troca das camas, sendo maior nos Racks em relação às Estante Ventiladas.




5 - Quais são os fatores que influenciam no intervalo de troca das camas dos animais?


Principalmente o sistema de ventilação (IVC aumenta este intervalo de troca), quantidade animais por caixa, espécies alojadas, doenças predisponentes (ex: diabetes gerando maior micção), fatores macroambientais (temperatura, umidade, ruído, odores) e microambientais (qualidade da cama e sua relação higroscópica, stress dos animais, qualidade da ração e água).




6 - Qual o melhor posicionamento da insuflação de ar no mini isolador, por baixo ou por cima?


A Alesco entende que ambos os posicionamentos são eficientes quando regulados dentro das normativas internacionais (velocidade de insuflação e volume de troca/hora). Existem inúmeros artigos científicos que descrevem as vantagens de ambos os sistemas, e hoje, a Alesco possui em sua linha de produtos os dois tipos (linhas Ventilife e DOMI), oferecendo aos clientes de acordo com as suas necessidades ou preferências. O importante é que ambos os sistemas arrastem eficientemente os gases tóxicos e umidade para fora deste microambiente, sem gerar estresse aos animais.




7 - Qual é o intervalo de troca dos filtros dos motores? Quais os fatores que influenciam sua vida útil?


A vida útil dos filtros dos motores depende de inúmeros fatores, levando-se em conta principalmente os sistemas de barreiras, manejo (POPs) e qualidade sanitária dos animais. Dentre eles, podemos citar: limpeza do ambiente e qualidade do ar insuflado (filtros); n° de trocas das camas por semana e onde esta é realizada (módulo de troca ou aberto); qualidade da cama (particulado) e limpeza dos mini isoladores. Dessa forma, em média, sugerimos de 06 meses a 01 ano para troca dos filtros das Racks e Isoladores, e de 08 a 12 meses para as Estantes Ventiladas.




8 - Qual é o intervalo de troca dos filtros da tampa (top filter)? Quais os fatores que influenciam a vida útil deles?


A vida útil destes filtros depende de alguns fatores, principalmente da qualidade da maravalha e do manejo empregado. Apesar de ser um filtro lavável, indicamos sua limpeza apenas em água corrente, sem que haja o uso de qualquer produto abrasivo, como esponjas. Podemos também indicar sua autoclavagem como parte do processo de desinfecção do conjunto. Dessa forma, em média, sugerimos sua troca a cada 1 ano.




9 - Se ocorrer uma interrupção elétrica, os animais sobrevivem por quanto tempo dentro dos EPC?


Dentro dos mini isoladores, os animais sobreviverão por tempo indeterminado. O principal motivo para esta sobrevida é a grande área de filtro presente na superfície da tampa, permitindo, mesmo que deficiente, uma pequena troca de ar entre o meio externo e interno. Logicamente que no transcorrer das horas, as caixas irão se apresentar condensadas por consequência de uma grande dissipação de calor interno, deixando os animais extremamente estressados. No entanto, devemos também levar em conta as grandes variações climáticas existente nas regiões tropicais brasileiras, onde o calor excessivo poderá acelerar a morte de todos os animais.




10 - É possível manter animais SPF ou imunodeficientes em Racks Ventilados? E os Isoladores?


É possível sim se o pesquisador seguir todos os procedimentos operacionais padrões (POPs) característicos para manutenção deste status sanitário. Além disso, todas as caixas e materiais deverão ser autoclavados e manejados em lugares de alta segurança como módulos de troca, cabines de segurança ou fluxos laminares adequados. Alguns testes de validação sanitária já foram realizados com equipamentos Alesco para confirmar sua eficiência. Em um experimento realizado pela LANAGRO/SP, 3115 animais SPF foram mantidos em Racks e alojados em frente a uma colônia convencional em Estantes Ventiladas durante 16 meses. Todo o manejo de troca dos animais SPF foi realizado em módulos de troca Alesco e concluiu-se que nenhum animal foi infectado por qualquer agente microbiológico, apesar da proximidade com a colônia convencional. Observou-se ainda um aumento no número de neonatos por parto, fato este proporcionado pela melhoria nas condições de alojamento em Racks Ventiladas (aumento da relação de bem-estar). O mesmo tipo de manutenção de colônia poderá ser praticado em Isoladores (ou Bolhas Isoladoras), onde historicamente mostrou-se muito eficiente por longos períodos de tempo. Este equipamento impede o contato direto do manipulador com os animais, visto que a manipulação é realizada apenas por meio de luvas fixadas na parte interna da parede dos Isoladores. Experimento Lanagro (CLIQUE AQUI PARA ACESSAR)




11 - De quanto em quanto tempo os Racks Ventilados da Alesco precisam ser lavados?


Diferente de algumas marcas importadas, os Racks Ventilados da Alesco não precisam ser lavados com frequência. Nossos equipamentos foram desenvolvidos e testados em condições reais de trabalho para o mercado nacional (que, de maneira geral, trabalha com maravalha que solta muito pó). Nos Racks Ventilados Alesco da Linha Ventilife, a exaustão do ar se dá por meio de calhas que ficam em torno do topo do mini-isolador, não havendo uma conexão direta entre a calha exaustora e o interior do mini-isolador. Desta forma, a retirada do ar filtrado pelo Top Filter é realizada sem o arraste de particulados (tais como pó de maravalha e pedaços de ração) para o interior dos dutos de exaustão. Sendo assim, nossos equipamentos possuem uma Menor Captação de Pó, gerando uma Menor Necessidade de Lavagem e um Menor Risco de Contaminação. O nosso sistema se mostra eficiente, uma vez que possuímos diversos clientes que só lavam o equipamento no intuito de desinfecção para demandas específicas e não pelo fato dos dutos estarem sujos e/ou obstruídos devido ao excesso de particulados. Por confiar na eficácia do sistema de troca de ar e filtragem, a Alesco não precisa incluir em seu portfólio uma linha de equipamentos para lavagem de racks. Ademais, a empresa acredita que constantes lavagens de Racks aumentam o custo da pesquisa e dificultam o trabalho diário do bioterista, sem contar que aumentam o risco de contaminações e desgaste do equipamento.




12 - Quais as diferenças dos Racks Ventilados entre si?


Os Racks Ventilados são classificados por quatro fatores: - Espécie com a qual o cliente irá trabalhar. Ex: Camundongos
- Tipo do mini-isolador com o qual o cliente irá trabalhar. Ex: Ventilife Plus.
- Modelo do painel que ele irá trabalhar. Ex: AL21 Basic
- Capacidade das “prateleiras” do Rack Ventilado, totalizando a capacidade de mini-isoladores de cada modelo. Ex: Rack Ventilado 56




13 - Quais as diferenças entre os painéis dos Racks Ventilados?


Linha Intelligent Control 3:
- Led indicador de alimentação do circuito;
- Botão Liga/Desliga;
- Monitoramento da saturação dos filtros com indicação em barra gráfica percentual;
- Contador de dias antes da obstrução total dos filtros, possibilitando planejamento da troca;
- Configuração de trocas de ar/hora de acordo com a necessidade do usuário, podendo estabelecer-se de 20 a 70 trocas de ar/hora dentro de cada mini-isolador.
Linha Basic:
- Led indicador de alimentação do circuito;
- Botão Liga/Desliga;
- Led indicador de saturação dos filtros;
- Botão potenciômetro para aceleração do ventilador de insuflação de ar.




14 - Quais as principais diferenças entre mini-isoladores em suas respectivas linhas?


Linha Ventilife: Mini-isoladores com insuflação de ar na base (parte de baixo) do MI. O ar passa por um difusor de ar antes de entrar em contato com o animal com o objetivo de desacelerar e espalhar o fluxo de ar, aumentando o conforto aos animais. A exaustão do ar se da através das calhas que ficam em torno do topo do mini-isolador. O ar passa pelo topfilter e encontra a calha, que forma uma pressão negativa, exaurindo o ar pelos dutos de saída. Linha Ventilife Plus: Mesmo principio de funcionamento da linha Ventilife. Porém,possui maior profundidade, aumentando a área de piso dos animais. Maior área de piso = Maior quantidade de animais por MI. Pelo fato de apenas a profundidade ser aumentada, a área frontal do equipamento permanece a mesma. Isso significa maior aproveitamento nas salas dos biotérios e maior densidade de animais para o cliente. Possui também, vedações de silicone em sua tampa, melhorando a vedação do MI, em comparação com a linha Ventilife. Linha DOMI: Mini-isoladores com insuflação de ar no topo (parte de cima) do MI. A exaustão também acontece no topo do mini-isolador.Tanto na insuflação quanto na exaustão, o ar passa pelo top filter, garantindo que as tubulações do equipamento ficarão limpas. No lado da exaustão, na tampa do MI, tem-se uma abertura de ar, após o filtro, de maneira a manter a pressão de ar sempre equilibrada no sistema. Possui também, vedações de silicone em sua tampa. Linha ALN: Mini-isoladores com pressão exclusivamente negativa. A insuflação de ar é passiva e a exaustão é ativa, tornando a pressão interna negativa. É um modelo totalmente vedado por vedações de silicone e fecho diferenciado. A abertura superior presente no modelo DOMI é fechada e o Rack deve funcionar com Nobreak, pois em caso de falta de energia não existi circulação de ar nesse MI.




15 - Quais os benefícios dos Racks de Coelhos e em quais casos ele é indicado?


Desenvolvidos para o controle de pó, pelos e alérgenos, os Racks Ventilados para Coelhos foram projetados para atender a nova demanda de qualidade na criação de coelhos em biotérios. Tem pressão negativa, estrutura 100% em aço inoxidável, piso e bandeja de excretas em polipropileno, e dimensões atendendo todas as normas das principais publicações sobre bem estar animal. Principais Vantagens e Características: - Dois corpos separáveis para limpeza, transporte e mobilidade;
- Comedouro removível em aço inox;
- 2 Bebedouros de 700 ml para cada célula;
- Bandeja para acomodação dos animais;
- Bandeja para coleta de excretas;
- Visores em policarbonato.
- Mezanino interno.




16 - Quantos animais cabem em cada célula do Rack de Coelho?


- 1 Coelho adulto por célula.
- 2 Coelhos adultos temporariamente para reprodução.
- 1 Fêmea + filhotes.




17 - Quais as vantagens possuem o Rack Hydrus?


O Rack para manutenção de Zebrafish foi desenvolvido com um sistema automatizado inteligente, controlado por um painel Touch Screen e aliado a um tratamento de água de alto desempenho e eficiência. Principais Vantagens e Características:
- Controle automático dos principais parâmetros: pH, temperatura e condutividade;
- Monitoramento em tempo real de pH, temperatura e condutividade;
- Aquecimento: ajuste entre 20ºC e 30ºC;
- Troca automática da água do sistema para a remoção dos poluentes químicos;
- Acionamento automático diário da luz UV com ciclos de 1 a 12 horas.




18 - Quantos peixes cabem em cada aquário em média?


Cada aquário tem 3 litros de capacidade. A recomendação dos guias é de 5 peixes por litro. Logo, teremos uma capacidade de 15 zebrafish por aquário.




19 - Quais benefícios possuem as Estantes Ventiladas Alesco?


As Estantes Ventiladas são ideais para pequenos biotérios e laboratórios, onde se faz necessário o intercâmbio de diversos modelos de caixas. Permite o alojamento simultâneo de duas espécies (uma em cada compartimento).




20 - Qual a diferença entre Estante e Rack, para que cada um é indicado?


A Estante é um equipamento mais antigo, antecessor aos Racks. Ela não tem o mesmo grau de proteção que o Rack, pois ao abrir as portas os animais são expostos. Inclusive não passa nas novas normas do CONCEA. Porém, é um equipamento ainda solicitado. Como é um equipamento de baixo custo e funciona com qualquer caixa convencional é uma opção para pequenos laboratórios onde não há grande exigência quanto à proteção do animal.




21 - Quais as vantagens do Kit Plenus?


O Kit Plenus proporciona mais ergonomia, agilidade e praticidade ao pesquisador. É a solução automatizada e completa oferecida pela Alesco para lavagem de bebedouros e suas respectivas tampas, assim como abertura e fechamento das tampas, despejo e enchimento dos bebedouros.




22 - Qual indicação para o uso do Kit Plenus?


Biotérios de grande produção.




23- Quais são os diferenciais dos Isoladores Alesco?


- Opera em pressão positiva ou negativa, protegendo pesquisadores e técnicos;
- Manutenção segura, sendo ideal para colônias de fundação ou modelos com necessidades especiais como AGM, mutantes ou Knockouts;
- Modelos especiais sob encomenda;




24 - Rack Basic. Qual a vantagem em ter um?


Menor custo de compra. Um bom custo-benefício.




25 - Quais as vantagens das Estantes Ventiladas Basic?


​Menor custo de compra. Um bom custo-benefício.




26 - Caixas convencionais Alesco, o que há de vantagens comparado as do mercado?


- Piso mais alongado;
- Maior número de animais por caixa;
- Fabricado em Polipropileno ou exclusivo polímero Polymeril;
- Autoclavável;
- Podem ser utilizados bebedouros de 350 ml até 700 ml sem ocupação do espaço do animal.




27 - Características dos bebedouros Alesco?


Confeccionados 100% em polisulfona. Quatro versões de capacidade:
- 350 ml para camundongos;
- 550 ml para ratos;
- 400 ml para camundongos;
- 700 ml para ratos.




28 - Vantagens do novo bebedouro sem bico Alesco?


Aproveitamento de 100% da capacidade do bebedouro. Menos volume ocupado no mini-isolador.




29 - Em quais casos são indicados o uso das caixas de transporte?


São usados para o transporte de animais internamente na universidade e para envio para outros locais.




30 - Flat, quais as diferenças e qualidades comparadas aos já existentes no mercado?


O Flat permite ao animal se entocar, e subir e descer de cima dele, já que tem o topo reto, diferentemente dos Igloos de outras marcas.




31 - Qual a importância das portas etiquetas?


Identificação dos animais dentro do mini-isolador.




32 - Gaiola Metabólica Alesco. Quais seus principais benefícios?


A Gaiola Metabólica separa com perfeição as fezes e a urina através de um design especial de funil e esteira de separação. Também possuí captadores de maneira a mensurar as sobras de ração e água consumidas.




33 - Quais os benefícios da cabine de descarte?


Descarte de maravalha com segurança, diminuindo o contato do operador com pós e alérgenos.